Tag Archives: gert mehlan

3 Peças – por Gert Mehlan

28 fev

.

O Gert é exatamente o tipo de pessoa que fez a gente inventar esse blog: aquele ser que está sempre incrível na balada, com um modelón tão interessante que seria um pecado não registrar.

O nome exótico, o jeitão low profile e a ousadia na hora de se montar pra encarar a noite fazem dele candidato ideal pro 3 Peças. Com vocês, Gert Mehlan – num dos “3 Peças” mais bonitos da história do Donde:

 

.

“Definitivamente, escolher três peças não foi uma tarefa fácil.

Depois de muita indecisão, roupas pela cama e cabides pelo chão, optei por peças que de certa forma me descrevem e me despertam um “carinho especial”.


1)  Colete Vintage

Geralmente passo parte das minhas férias em uma pequena cidade no interior do PR. Bom, não sei quanto às outras pessoas, mas férias no interior para mim servem para duas coisas: engordar com a comidinha da vovó e dormir, então, qualquer passeio que surja é uma alegria sem fim. Um belo dia resolvi sair desvendando a cidade e acabei entrando em um brechó (pequeno, abafado, mas com peças incríveis), onde eu prontamente avistei este colete. Não tinha como não levar, além de lindo saiu praticamente de graça.  Com certeza, um dos meus melhores achados.

2)  Trench Coat

(Inverno, i need you!)

Sabe aquele sonho de consumo que você carrega desde criança? Pois é, ter um Trench Coat era o meu.

Sempre que olhava os lookbooks europeus ficava sonhando com um. Mas vivendo nos trópicos sempre foi um pouco difícil de encontrá-los. Um dia passeando pelo shopping resolvi dar uma passada despretensiosa pela Zara, e foi lá, para minha surpresa, que encontrei esta peça. Não tive como resistir, o coração falou mais alto.

Detalhe: estava pela metade do preço.

Os botões dourados não são originais. Os troquei para dar um toque pessoal e um certo charme a peça.

3)  Cinto-Caveira

“Exu Caveirinha, venha trabalhar…”

O ganhei no final do ano passado de uma amiga. Estava saindo da faculdade quando me deparo com a própria segurando um embrulho e dizendo eufórica: “Encontrei este cinto em uma lojinha na Augusta, na hora que vi pensei, Gert precisa disto”. Confesso que fiquei sem reação ao vê-lo, mas depois de alguns instantes já estava completamente “in love”.

Posso dizer que entre as três peças essa é a que mais me define, quase uma marca registrada, sem dúvidas a minha preferida.

Novamente, obrigado pelo convite. Foi ótimo dividir este espaço com vocês.

Gert Mehlan.”

Já pode morrer agora com essas fotos feitas no museu só pro Donde? Segundo o próprio Gert: “Fiz o dramático, invadi o museu, pendurei cabides e sairam as fotos.”

DRAMA! – A gente vê por aqui.


.

Bia

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: